17/01/2007

Wall of Fame #1


Deixem-me caminhar
até que tropece e desapareça
na neve
Mastsuo Bashô

3 comentários:

holeart disse...

olha lá

eu sou tarado por haikus

conheço o gajo que os traduziu para a assirio

abraço

c.

iminente disse...

Boa c.!! Jorge Sousa Braga?
É muito bom “poesia num sopro..” gostaria de saber escrever!!
Sei que para além de Matsuo Bashô, a Assirio publicou um trabalho de Issa Kobayashi mas existem outros tantos apetecíveis como Yosa Buson.

ps: holeart é muito bom!

magarça disse...

Belíssimo, este haiku.